Finance & Banking: a importância das soft skills nos processos de recrutamento e seleção

April 19, 2018

A importância das soft skills na valorização dos profissionais a selecionar é transversal a todas as áreas, sendo que os perfis de Finance & Banking, HR e Legal não fogem à regra. Como resultado, os processos de recrutamento e seleção tendem a ser mais morosos, quer no seu desenvolvimento, quer na tomada de decisão, impactando no desfecho positivo dos mesmos. Os candidatos “em processo”, cada vez mais cobiçados para vários projetos em simultâneo, acabam por aceitar o desafio que lhes surge mais rapidamente. Estas são algumas das conclusões da edição de 2018 do guia Msearch Market Trends. Na área de Auditoria e Consultoria, as grandes empresas apostam no recrutamento de elementos mais seniores, especialistas nas suas áreas, criando a tendência de um mercado invertido, ou seja, os profissionais seniores em “cliente final” são cada vez mais aliciados a integrarem estas estruturas. Como resultado imediato, verifica-se, hoje em dia, um mercado de profissionais seniores com valores salariais cada vez mais atrativos, que conduzem a pacotes remuneratórios complexos, compostos por diversos complementos, inflacionando e influenciando o “pequeno” mercado de trabalho, já dominado pela escassez deste perfis. No setor da Banca e Seguros, o paradigma tem mudado significativamente nos últimos anos. A era digital transformou os clientes que, por sua vez, “obrigaram” à transformação destas instituições, caracterizadas pela sua tradição e conservadorismo. A par das posições para as áreas comerciais, sente-se a crescente preocupação no recrutamento de técnicos especializados para as áreas críticas das operações financeiras, destacando-se os perfis de Risco. Focando a análise dos perfis financeiros para outros setores de atividade (indústria, serviços, FMCG, retalho), constata-se que as funções de Contabilidade, Controlo de Gestão, Gestão de Crédito, Tesouraria, Planeamento e Reporting mantêm-se no ranking dos perfis mais recrutados nos últimos meses. Nesta lógica de cumprimentos normativos, aconselhamentos e suporte ao negócio, outra das funções que se tem vindo a destacar, em ambiente cada vez mais corporate (mesmo em contexto de sociedade ou consultora), tem sido a Jurídica/Legal. Outra das áreas onde se tem verificado um aumento significativo de processos tem sido a área de Recursos Humanos. Funções de Compensações & Benefícios, encarregam-se de acompanhar (e desenhar) os complexos pacotes de remuneração. Os Human Resources Business Partners (HRBP) surgem também, como os pivots, tão necessários, para equilibrar a instabilidade gerada pelo turnover, fruto do dinamismo do mercado de trabalho. Os Recursos Humanos assumem ainda uma marcada presença no negócio, participando, sugerindo e apoiando as várias direções que constituem uma organização. São os HRBP que desafiam a sua própria criatividade, procurando estruturar novos modelos de retenção de talento, que não poderão passar apenas pela recompensa monetária. Os dados do Msearch Market Trends foram obtidos tendo em conta mais de 4.000 entrevistas com candidatos e reuniões com clientes, realizadas nos primeiros dois meses e meio de 2018, pelos consultores especializados da Msearch. O objetivo do guia é apresentar a imagem real e atual do mercado de trabalho em Portugal.

Technical Support

[080/UPG/83819/MP] - Lisboa


Outsystems Developer

[080/UPG/83619/MP] - Lisboa

Incident Manager

[080/UPG/77719/MP] - Lisboa